Posts in category

Visão Literária


RECOMEÇO

Ler Mais

E quando o caminhar te fizer distante Somente fico a relembrar seus longos passos Adormecido em cada canto relaxado, Não devendo encolher entre cansaço. Mas o despertar lhe assegura a vadiagem E o aflorar de novos rumos horizontes, Ergue a cabeça siga em frente retome os passos, Que o percorrer seja o melhor condutor E …

Paralelo vai ficar, Entre braços e abraços tentando fugir Sua boca languida e quente Balbucia amistosamente um sorrir Que chega toca e larga repentina Em desejo querendo fingir. Sua anca larga e lisa Teus contornos buscam​ comunicar, Suas mãos correm pelo corpo Como prenda de desejo a se expor Quando abre ao sorriso Sua boca tentadora …

Meu cachecol de sentimentos Consigo suavizar meus desatinos Minhas indecisões remotas Ver o caminhar das aves de rapina O revoar das garças pernaltas Abrir um leque e encobrir meu rosto Que se fecha numa escuridão de incertezas E faz desabrochar noites enluaradas Que de forma leve viaja em trilhas imaginárias A descobrir virgens matas Que …

Quando a lança que rompe o peito já não sabe a que ponto determinante deveria alcançar, surgem remotos conceitos de uma tragédia anunciada, onde aqueles dominantes de ocasião já não tem aquela admiração  om a maioria de antes e sua capacidade de saber acolher torna mesquinha. Enquanto inocentes mancham seu solo com sangue, suor e …

Nessas estradas da vida Encontramos muitas pessoas Vivenciamos momentos Dividimos sentimentos Corrigimos outros Ignoramos falhas alheias Esquecendo que também somos falhos Construímos histórias Discordamos de tudo ou quase tudo Vimos o sol de forma alegre E escondemos o seu brilho Dentro de uma ríspida carapaça De forma crespa Que somente o coração Consegue suavizar. Valter …

Se o papel que resta não presta Ou os rascunhos por mim feitos sem valor As ilustrações com traços rabiscados E os coloridos colocados em nuance, Torna escondidos apenas uma nódoa sem cor. E as amarras de cores vivas em destaques Torna uma repulsa aos olhos graciosos, Sentencia-me pelo crime não cometido Sem saber o …

E quando a saudade bate, meus olhos teimam em querer molhar direcionando um olhar infindo, sem direção ou talvez busque encontrar algo perdido numa imensidão de sonhos não revelados. Sentimento não de perda, mas de uma aventura não realizada, que frustra de tal forma que os corpos tornam doentios não cabem em si, começam se …

Voa, voa gaivotas e gaviões E que teu revoar possa mostrar cantos sussurros e gemidos, Noites densas, que nos acoites já não sabem se calam, gritam ou gemem. Vai debruçando em recintos fétidos, de negros másculos e viris que mancham suas vestes de suor, sangue e lágrimas, De negras de tetas firmes e largas ancas, …

Vou desenhar nuvens de nuvens, Cobrir matas verde de verdes musgos, Tingir de azul todo azul do céu e do mar, Clarear o sol de sóis, Colorir jardins com pétalas colhidas, Me ver entre imagens de espelhos Reproduzidas em perspectivas, Molhar rios com água das chuvas Me ver envolto em neves de glacê Adormecer em …

Cara de palhaço… Roupa não de palhaço, mas exibicionismo daquele que pula grita e se torna irreverente na forma de se vestir, traquejar junto ao público que tudo assiste, não para aplaudir de sua forma grotesca que se apresenta, mas para ver homens que se vestem de mulheres e as mulheres também que mudam suas …