RECOMEÇO

Ler Mais

Se o papel que resta não presta Ou os rascunhos por mim feitos sem valor As ilustrações com traços rabiscados E os coloridos colocados em nuance, Torna escondidos apenas uma nódoa sem cor. E as amarras de cores vivas em destaques Torna uma repulsa aos olhos graciosos, Sentencia-me pelo crime não cometido Sem saber o …

E quando a saudade bate, meus olhos teimam em querer molhar direcionando um olhar infindo, sem direção ou talvez busque encontrar algo perdido numa imensidão de sonhos não revelados. Sentimento não de perda, mas de uma aventura não realizada, que frustra de tal forma que os corpos tornam doentios não cabem em si, começam se …

Voa, voa gaivotas e gaviões E que teu revoar possa mostrar cantos sussurros e gemidos, Noites densas, que nos acoites já não sabem se calam, gritam ou gemem. Vai debruçando em recintos fétidos, de negros másculos e viris que mancham suas vestes de suor, sangue e lágrimas, De negras de tetas firmes e largas ancas, …

Vou desenhar nuvens de nuvens, Cobrir matas verde de verdes musgos, Tingir de azul todo azul do céu e do mar, Clarear o sol de sóis, Colorir jardins com pétalas colhidas, Me ver entre imagens de espelhos Reproduzidas em perspectivas, Molhar rios com água das chuvas Me ver envolto em neves de glacê Adormecer em …

Cara de palhaço… Roupa não de palhaço, mas exibicionismo daquele que pula grita e se torna irreverente na forma de se vestir, traquejar junto ao público que tudo assiste, não para aplaudir de sua forma grotesca que se apresenta, mas para ver homens que se vestem de mulheres e as mulheres também que mudam suas …

E quando a noite cai, meus olhos circundam cada canto da casa e não consegue chegar a ti, venho até o alpendre da casa de campo e me deparo com uma vastidão de verde, pigmentando aqui e ali com lindos cachos de flores que enfeitam meu longínquo olhar vagueiro. Desço a varanda naquela busca incessante …

Quero recomeçar…           Recomeçar sorrindo, buscando esquecer o tempo perdido os sonhos desfeitos, resgatar os abraços longínquos, quero afagar os corpos afastados os beijos com sabor de vencidos e as lágrimas derramadas ou muitas vezes incontidas, que esse recomeço seja transformado em alegrias. Quero me fortalecer nos defeitos mostrados, aprender com os erros cometidos. Quero …

E foi aí que a tarde começou a amorenar rapidamente, eu a passear sozinho quase não percebia o passar das horas e que diante de mim já iniciava a noite, de repente começou a descortinar no infinito mar um clarão da lua, que cuidadosamente se levantava devagarinho, buscando entre as nuvens iluminar cada cantinho com …

Quando vejo a terra rachada e quente, me aqueço por dentro e distante ouço o coaxar dos sapos em pequenos barreiros, isso me faz lembrar daquela comidinha feita no fogão de lenha, aquela água doce castigada dentro do pote de barro, tirada com um coco seco de cabo alongado, no quintal aqueles feixes de lenha …

Quando o azul é mais azul e as borboletas revoam tingindo-o um céu de sol escaldante, vejo você caminhando a borboletear descalça sob a areia morna e macia, me deixando a contar cada passo por ti dado. Na ilusão de te ver bem perto de mim sinto estranho observando distante e tu mesquinha se faz …