Projeto define usos prioritários das águas da transposição do rio São Francisco


A principal prioridade será para abastecimento humano (Foto: Governo Federal)

Foi reapresentado na Câmara dos Deputados, um projeto de lei, de autoria deputado Ricardo Teobaldo (Pode-PE), que dispõe sobre os usos a serem priorizados para as águas oriundas da integração do Rio São Francisco. A matéria tramita em caráter conclusivo e será analisada pelas comissões de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia; de Minas e Energia; e de Constituição e Justiça e de Cidadania da Casa.

Pelo projeto, as águas oriundas das obras de integração do rio São Francisco deverão ser prioritariamente utilizadas para atender às seguintes necessidades: abastecimento humano; dessedentação animal (mitigar a sede dos animais); irrigação agrícola; saneamento público; piscicultura; demais usos.

“Como ressaltou o deputado Adail Carneiro, primeiro autor da matéria, o povo nordestino espera ansiosamente pela conclusão dessas obras; todavia tem receio de que a tão esperada água, bem escasso em grande parte do Nordeste, seja empregada para finalidades secundárias”, destaca deputado Ricardo Teobaldo.

Anterior Governo vai contratar mais de mil brigadistas. Veja como participar do processo seletivo
Próximo E haja, segurança

Sem Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *