Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas vai criar a Comenda Irmã Dulce


Irmã Dulce foi batizada como Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes (Foto: Divulgação/Blog do Folha Missionária)

A Assembleia Legislativa de Alagoas deve votar na próxima sessão ordinária, um projeto de resolução de autoria da deputada Fátima Canuto (PRTB), que dispõe sobre a criação da Comenda Irmã Dulce para pessoas e entidades que se destaquem na área social, sem obtenção de ganho financeiro ou econômico, no âmbito do Estado de Alagoas. A matéria já recebeu parecer favorável das comissões técnicas da Casa, foi discutida na sessão desta quarta-feira, 23, no plenário e será agora votada pelos deputados.

De acordo com a autora da proposição, a condecoração será outorgada duas vezes por ano e entregue a personalidades e/ou entidades que se destacarem na prestação de serviço a sociedade alagoana, em sessão solene na Assembleia Legislativa, preferencialmente no mês de outubro. Ainda segundo a parlamentar, a indicação dos candidatos a comenda, será feita por meio de requerimento assinado pelos deputados, acompanhado do seu currículum vitae e sua aprovação se dará por deliberação de 2/3 em sessão ordinária.

“A criação do prêmio Irmã Dulce tem como objetivo homenagear e preservar a memória desta que é considerada a Mãe dos Pobres e a Santa da Bahia. Seu exemplo deve servir para despertar na população o desejo de participar das ações em defesa da solidariedade, da justiça e da cidadania”, destacou a deputada Fátima Canuto.

Anterior Lei Orçamentária do Estado para 2021 é de R$ 9.916.425.234,00. Veja a distribuição por órgãos
Próximo Ponte de Tatuamunha será uma realidade em breve e fortalecerá o Turismo.

Sem Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *