Assistência Social entrega Carteiras de Identificação do Autista


Cerca de 60 carteiras foram entregues aos usuários da Associação de Pais e Amigos do Autista

Entrega fez parte das ações da 1ª Mostra do Orgulho Autista. 
A Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) entregou, nesta segunda-feira (28), 60 Carteiras de Identificação do Autista de Maceió, na Associação de Pais e Amigos do Autista (Assista), no bairro Santa Amélia. A entrega fez parte das ações da 1ª Mostra do Orgulho Autista Assista contou com a presença de pais e responsáveis dos usuários da Associação.O coordenador dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Semas, Ricardo Vinicius, destacou que a parceria entre a Assistência Social e instituições como a Assista é importante para garantir os direitos da pessoa com o transtorno do espectro autista, conhecido como TEA.

“Fico muito feliz de estar realizando esse evento, que vem de uma boa parceria com a Assista. Nós da Semas estamos sempre de braços abertos para receber vocês e no que vocês precisarem, podem contar conosco. E que a gente possa continuar estreitando esses laços. Devemos, mais e sempre, divulgar o trabalho das crianças com o Transtorno do Espectro Autista. Temos muitos garotos talentosos aqui. Além de tudo, hoje é um dia muito importante pela entrega das carteiras que é um marco para a Assistência Social de Maceió”, informou o coordenador.

A diretora da Diretoria de Promoção de Cidadania e Direitos Humanos, Gabrielle Claudino, também falou sobre os benefícios da Carteira de Identificação do Autista de Maceió.

“A gente sabe o quanto é importante a carteirinha para os pais e para as crianças e como ela beneficia a família em seu dia a dia. A gente imagina o quão desafiador, bem como o tamanho do desafio, além das tantas responsabilidades com o desenvolvimento delas. Assim, a Semas garante os direitos dessas crianças”, completou Gabrielle.

O evento, além de entregar as Carteiras de Identificação do Autista, também distribuiu uma cartilha informativa sobre o TEA que teve a parceria da Fundação Municipal de Saúde de Canoas.

A presidente da Associação, Josimeire Sales, falou sobre a conquista da carteira e a importância do evento para compartilhar as habilidades dos autistas.

“Esse evento é também para que a gente possa compartilhar as habilidades que esses meninos e meninas possuem e muitas vezes não são vistas pela sociedade, que só veem as dificuldades que nossos filhos passam. E sobre a forma legítima de direito também, que é a carteirinha, pois muitas vezes por se tratar por um diagnóstico que não é percebido fisicamente, tem dificuldade para acessar seus direitos. Então, a carteira veio para isso”, ressaltou a presidente da Assista.

Um dos talentos exposto na ação foi o de Eduardo Santos, 6 anos. Com muita concentração, o jovem encontrou nos desenhos à mão uma forma de se expressar. A mãe de Eduardo, Maria Vanuza, explicou que seu filho é um artista nato e que seus desenhos já viraram moldes para copos e canecas, que são vendidos pela família como forma de complementação de renda.

“Ele começou a desenhar por volta dos sete anos. Nesse início, os traços dele ainda eram desencontrados, contudo, eram lindos. Quando perguntei a ele de onde ele tirou a ideia de fazer aquele desenho, ele respondeu: da minha cabeça. Desde então eu comecei a observar mais e vi que ele gostava bastante, então forneci outros materiais para que ele pudesse desenhar. E foi uma grande evolução, como pessoa e como artista. Hoje, eu vejo ele como um grande artista, um futuro na arte”, contou a mãe de Eduardo.

Trabalhos como artesanato com massa de modelar, confecção de telas e pinturas em panos de prato e artesanato com TNT também foram compartilhados com o público no evento, que foi finalizado por um palestra que explicou o que é o Transtorno do Espectro Autista, sua história de descoberta e como ele se apresenta no dia a dia.

Carteiras de Identificação do Autista de Maceió

A solicitação do documento pode ser feita nas instituições que atendem a esse público e na sede da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), que fica na Avenida Comendador Leão, 1383, no bairro Poço, das 8h às 16h. Mais informações podem ser obtidas pelo número (82) 3312-5911.

Documentos necessários

RG e CPF dos pais do usuário

RG e CPF do usuário

Comprovante de residência

Certidão de Nascimento do usuário

Duas fotos 3X4

Relatório Médico ou Atestado Médico (contendo o CID) que identifique o Transtorno do Espectro Autista

Encaminhamento da instituição ao qual está vinculado (se houver vínculo)

Termo de Responsabilidade, assinado na Semas, pelo responsável do usuário (não estando vinculado a nenhuma instituição)

Requerimento preenchido e assinado pelo responsável do usuário

Fonte: Ascom Semas

Anterior Prefeito JHC entrega 1.120 residências e destaca realização de sonhos das famílias
Próximo Paripueira encerra os seus festejos juninos com grande sucesso

Sem Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *